quarta-feira, 15 de abril de 2009

Espirais



Toca mas não sente
Senta mas não para
Paira mas não sublima
Tenta escapar a rima
e se cala...

Fala aos quartos e cantos
Enquanto as paredes brigam
No entanto permanecem paradas
Semi encanto enquanto o tempo arde
e quando penso que passo...
tudo gira

2 comentários:

Kamikaze Kiwi disse...

Olha que jogo de imagens que se desdizem, se batem, enfim que me tiram do rummo do sentido!

Ah, e vou roubar a foto do anel!!! E o verde ficou legal!
Bjs mon chèr!

Mariana Bizinotto disse...

Maravilhosa a forma como descreve as reações humanas, naõ só nesse poema.
Muito bom!